Cegonha Medicina Reprodutiva

Funcionamento : Segunda a Sexta - 08h às 18h
  Contato : 31 2534-2710

Infertilidade

O que é Infertilidade?

Infertilidade é definida como a falta de concepção após um ano de coito sem uso de qualquer método anticoncepcional. Quando a mulher tem idade inferior a 35 anos, este tempo pode ser estendido para 18 meses. A infertilidade afeta aproximadamente 20% dos casais.

Causas mais comuns:

1. Idade

É fato que a capacidade de fecundação dos óvulos cai com a idade. Esta queda inicia-se aos 35 anos e acentua-se após os 40 anos. Além disso, as chances de abortamento e alterações cromossômicas no embrião são maiores com o aumento da idade.

2. Fator tubário

Quando as trompas encontram-se aderidas ou obstruídas, o que dificulta ou impede o transporte do óvulo, não ocorrendo assim a fecundação, pois não ocorre o encontro do óvulo com o espermatozóide. A causa mais comum deste tipo de problema são processos infecciosos que acometem as trompas, as chamadas salpingites (inflamação das trompas).

3. Fatores uterinos

A presença de miomas, principalmente os que se encontram no interior da cavidade endometrial (local onde o embrião se implanta) pode dificultar a ocorrência de gravidez. A presença de pólipos na cavidade endometrial, também pode prejudicar a fertilidade, dessa forma, esses pólipos devem ser retirados.

4. Anovulação

A ausência de ovulação regular leva a irregularidade no ciclo menstrual. Geralmente, as mulheres com este problema apresentam ciclos longos, isto é, ciclos maiores do que 40 dias ou só menstruam após o uso de medicamentos. As causas da anovulação podem ser várias, o tratamento porém consiste em usar medicamentos que induzam a ovulação. O tipo e a dose dos medicamentos variam de caso para caso.

5. Aderências

A presença de aderências envolvendo os ovários e as trompas prejudica o mecanismo de captação do óvulo maduro pela trompa no período ovulatório. Estas aderências geralmente são conseqüências de processos infecciosos ou de cirurgias na pelve (retirada de miomas ou cistos ovarianos, por exemplo).

6. Endometriose

Endometriose é a presença de endométrio (tecido que reveste a cavidade uterina) em outros locais do organismo como por exemplo, na parede da bexiga, na superfície dos ovários, na superfície do útero, no peritônio (tecido que reveste toda a cavidade abdominal), entre outros locais.

Apesar de ser uma doença benigna, a endometriose prejudica a fertilidade da mulher. Este comprometimento da fertilidade é maior ou menor dependendo do grau da endometriose. Endometriose severa causa aderências entre os órgãos pélvicos (útero, trompa e ovários) o que dificulta ainda mais a gravidez.

7. Fator masculino

A infertilidade está associada a fator masculino quando ocorrem alterações nos parâmetros normais do espermograma. Estas alterações podem ser relacionadas ao número de espermatozóides, à porcentagem de espermatozóides móveis bem como ao tipo de motilidade e forma dos mesmos. Podemos ter apenas um parâmetro alterado ou uma associação de parâmetros alterados, o que piora as chances de gravidez. Sempre que for confirmado problema em relação ao espermograma, o paciente deve ser avaliado por um andrologista que é um urologista especialista em infertilidade masculina.

Conheça os tratamentos de reprodução humana assistida para infertilidade oferecidos pela nossa equipe.